top of page

IMMU visita Parque das Tribos e planeja melhorias na infraestrutura da comunidade

Líderes destacam a necessidade urgente de ações concretas para melhorar a mobilidade e segurança

Em uma recente visita ao Parque das Tribos, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) discutiram com os líderes da comunidade sobre as melhorias de infraestrutura necessárias para garantir mais segurança e acessibilidade aos moradores.


A reunião abordou problemas enfrentados pela população, como a falta de linhas de ônibus circulando pelo bairro, a ausência de estruturas adequadas nas paradas de ônibus, o asfaltamento incompleto das ruas e a ausência de sinalização.


Atualmente, as únicas linhas de transporte público que atendem a comunidade são a 005 e a 011. Além de demorarem entre uma a duas horas para passar, esses ônibus oferecem acesso limitado, conectando apenas alguns bairros e deixando os moradores sem opções para se deslocarem para outras zonas da cidade.


“Como usuária do 005 e do 011, eu pego ônibus todo dia para ir à faculdade. Eu vejo que é desnecessário o ônibus fazer um retorno tão grande, em que além de demorar mais tempo, a gente ainda se atrasa para chegar nos lugares” disse Eliza Sateré.

Outro problema significativo é a falta de infraestrutura adequada nas paradas de ônibus. As paradas existentes possuem apenas uma placa de identificação, sem qualquer abrigo ou banco para que os passageiros possam esperar de forma confortável e segura.



Os agentes do IMMU também foram informados sobre a precariedade das vias no Parque das Tribos. O processo de asfaltamento das ruas, embora já iniciado, está se prolongando devido à lentidão na execução, causando transtornos aos moradores.


“As máquinas de asfalto estão aqui, e precisamos acelerar o processo. Nós temos a segunda etapa do Parque das Tribos, temos a Cidade das Luzes, temos o Cristo Rei que precisam de asfaltamento”, destacou o Cacique Ismael Munduruku.

Além disso, a comunidade sofre com a falta de sinalização adequada, incluindo faixas de pedestres e placas de trânsito. Esta ausência de sinalização é particularmente preocupante devido ao projeto "Prato do Povo”, onde durante o horário de almoço, muitas pessoas se aglomeram na região para acessar o serviço, aumentando o risco de acidentes.


Apelo por Soluções

Os líderes comunitários destacaram a necessidade urgente de ações concretas para melhorar a mobilidade e a segurança no Parque das Tribos. A implantação de mais linhas de ônibus, com intervalos menores, e a construção de paradas de ônibus adequadas são medidas essenciais. Além disso, acelerar o asfaltamento das ruas e instalar sinalização viária apropriada são passos fundamentais para garantir uma infraestrutura decente para a comunidade.


A visita dos agentes do IMMU foi um passo importante para que as demandas do Parque das Tribos sejam ouvidas. Agora, a comunidade espera que as autoridades tomem medidas efetivas para solucionar os problemas apresentados, proporcionando uma melhor qualidade de vida para todos os moradores.


Matéria: Kamilly Dias

Revisão: Isael Munduruku

Fotos: Danielle Baré

2 Kommentare


Jackson Lopes
Jackson Lopes
há 7 dias

Boa noite sou marado da rua 38 beco dos evangélica a mais de de dez anos tenho conhecimento do tarumã desde que o rio era balneário o meu repúdio é que a estrada da vivenda verde não tem uma calçada pra pedestre anda tem que dividir a rua com os carros durante alguns dias aqui na rua 38 próx a entrada do parque das tribos ouvir uma morte na pista não demorou muito ouvi um acidente em frente o supermercado Adão e Eva e os motivos são não ter calçada pra pedestre anda immu vcs poderiam colocar os amarelinhos pra cá que aceite o vale transporte é uma opção sou deficiente visual e gastei uns vinte minutos só pra redigi…

Gefällt mir
Isael Franklin Gonçalves
Isael Franklin Gonçalves
há 6 dias
Antwort an

Isso mesmo Jakson, vamos levar suas sugestões para o IMMU.

Gefällt mir
bottom of page